Welcome to the Official page of the Presidency of the Portuguese Republic

Note on navigating with support technologies

On this page you will find two navigation aids: a search engine (shortcut key 1) | Skip to content (shortcut key 2)
Feira do Livro

DIRECT PRESIDENCY

MESSAGES

Presidente da República evoca cheias de 1967

Há cinquenta anos, Portugal foi abalado por um acontecimento de proporções dramáticas.

A região de Lisboa sofreu a maior catástrofe natural de que há memória desde o grande terramoto de 1755.

Centenas de pessoas morreram, milhares perderam os seus bens e haveres.

À época, a censura e a ditadura impediram os Portugueses de conhecer a verdade.

Na nossa democracia, a verdade é um imperativo da ação política.

E a memória um dever de cidadania para todos nós.

Honrar a memória dos mortos de 1967 é saudar o País em que vivemos, mais próspero e desenvolvido, mais justo e mais solidário.

Perante as tragédias que se abateram em Portugal neste ano de 2017, temos também um imperativo de verdade e um dever cívico de memória.

Aos familiares das vítimas das cheias de 1967, aos familiares das vítimas dos incêndios de 2017, envio um a mensagem de solidariedade e respeito profundo.

Porque a memória não se apaga e a verdade não prescreve.
 

25.11.2017
share | print | send | back

© 2016-2018 Presidency of the Portuguese Republic

  • Web Accessibility Symbol [D]