Inauguração do Pólo Museológico “Vilar Formoso Fronteira da Paz - Memorial aos Refugiados e ao Cônsul Aristides de Sousa Mendes” em Vilar Formoso, Almeida

{DX02_LEGENDA}

Pólo Museológico “Vilar Formoso Fronteira da Paz” inaugurado pelo Presidente da República

O Presidente Marcelo Rebelo de Sousa presidiu, em Vilar Formoso, Almeida, à cerimónia de inauguração do Pólo Museológico “Vilar Formoso Fronteira da Paz - Memorial aos Refugiados e ao Cônsul Aristides de Sousa Mendes”.

A cerimónia teve início com a execução do hino em homenagem aos refugiados pelo guitarrista Pedro Henriques da Silva, ao qual se seguiram as intervenções da Coordenadora-geral e responsável pela instalação do Pólo Museológico, Luísa Pacheco Marques, e do Presidente da Câmara Municipal de Almeida, António Baptista Ribeiro. Após descerrar a placa evocativa da inauguração, o Presidente da República usou da palavra.

No final da cerimónia, o Presidente Marcelo Rebelo de Sousa, acompanhado pelo Presidente da Câmara Municipal de Almeida, pela Coordenadora-geral e responsável pela instalação do Pólo Museológico, por Margarida Magalhães Ramalho, responsável pelos conteúdos científicos, por refugiados e descendentes, que passaram em Vilar Formoso ou foram salvos por intermédio da ação de Aristides de Sousa Mendes, e portugueses que ajudaram e prestaram assistência a refugiados, efetuaram uma visita guiada ao Pólo Museológico, visita que terminou no Jardim da Memória.

O espaço museológico ocupa dois antigos armazéns ferroviários, junto à estação de Vilar Formoso, local por onde passaram, em Junho de 1940, milhares de refugiados em fuga. O Pólo Museológico está dividido em 6 núcleos: “Gente como nós”, “Início do pesadelo”, “A Viagem”, “Vilar Formoso, Fronteira da Paz”, “Por terras de Portugal” e “Partida”.

26.08.2017