Bem-vindo à página oficial da Presidência da República Portuguesa

Nota à navegação com tecnologias de apoio

Nesta página encontra 2 elementos auxiliares de navegação: motor de busca (tecla de atalho 1) | Saltar para o conteúdo (tecla de atalho 2)
Marcelo Rebelo de Sousa

MENSAGENS

Presidente da República enaltece autores e artistas portugueses

Na data em que se celebra o Dia do Autor Português, bem como os 95 anos da Sociedade Portuguesa de Autores, envio aos autores portugueses palavras de ânimo, de esperança e de agradecimento.

Tenho recebido nas últimas semanas diversas associações representativas de vários sectores da cultura, e acompanhado, quer diretamente, por testemunhos e cartas, quer indiretamente, na comunicação social, as dificuldades que os autores e os artistas portugueses têm passado.

Estamos agora ainda mais conscientes das dificuldades, algumas pré-existentes, de financiamento e estatuto jurídico, com especial incidência na questão dos intermitentes da cultura. Mas estamos também cientes do que tem acontecido nos últimos meses, com edições, exposições, estreias e espetáculos adiados ou cancelados, ausência de fontes de rendimento de artistas, técnicos e estruturas, graves problemas em termos de viabilidade e empregabilidade.

Os poderes públicos, central e autárquico, bem como a sociedade civil, nomeadamente as fundações e os mecenas, têm um papel decisivo e conjunto, a desempenhar nesta circunstância. Tenho transmitido e defendido as necessidades dos autores portugueses, que é, em muitos casos, uma necessidade urgente, até humanitária. E acompanho as questões que dizem respeito às dúvidas quanto à reabertura, nomeadamente no que diz respeito à música, à dança, ao teatro e ao cinema, mas também as galerias, as editoras e as livrarias.

Confiando que o empenhamento de todos, e em especial dos poderes públicos, estará à altura da situação, quero agradecer aos autores e artistas, bem como a todos que com eles e elas trabalham, os esforços conjuntos, a generosidade em inúmeras iniciativas graciosas, a determinação com de certeza terá consequências. O País tem com eles e elas uma dívida pelo tanto que têm dado à Comunidade nacional, cabe ao País contribuir para manter vivo este setor fundamental à nossa vida coletiva e à nossa identidade.

Respeitando sempre as regras de segurança sanitária, é minha intenção estar presente em diversos espetáculos e eventos nos próximos meses, sem prejuízo da continuidade de todos os contactos formais e informais que sejam um contributo para minorar e ultrapassar as dificuldades que os artistas, como tantos portugueses, enfrentaram e enfrentam.

22.05.2020
partilhar | imprimir | enviar | voltar

© 2016-2020 Presidência da República Portuguesa