Bem-vindo à página oficial da Presidência da República Portuguesa

Nota à navegação com tecnologias de apoio

Nesta página encontra 2 elementos auxiliares de navegação: motor de busca (tecla de atalho 1) | Saltar para o conteúdo (tecla de atalho 2)
Feira do Livro

MENSAGENS

Presidente da República assinala 35 anos da assinatura do Tratado de Adesão às Comunidades Europeias

Há 35 anos, no dia 12 de junho de 1985, Portugal comprometeu-se com o projeto de integração europeia ao assinar o Tratado de Adesão às então denominadas Comunidades Europeias, hoje União Europeia.

Da parte da manhã desse dia, nos claustros do Mosteiro dos Jerónimos, apogeu da arquitetura manuelina, e após oito longos anos de negociações, Portugal tornou-se o 11.º Estado Membro da organização.

Perante os líderes das Comunidades Europeias, o Presidente da Comissão Jacques Delors e do Conselho de Ministros Giulio Andreotti, chefes de Governo e plenipotenciários, assinaram o Tratado de Adesão; por Portugal, assinou Mário Soares, a cuja visão e tenacidade se deveu em grande parte a iniciativa de pedir a adesão, em 1977, Rui Machete, Jaime Gama e Ernâni Lopes, principal responsável pelas negociações de adesão.

Um momento histórico para Portugal e para a Europa que, como sublinhou Jacques Delors na ocasião, “ficaria órfã de pais ilustres” sem a participação do nosso país.

O Presidente da República recorda hoje esse dia, num período em que a União Europeia se acha confrontada com desafios difíceis, quase existenciais, na resposta aos quais Portugal tem também um papel crucial a desempenhar.

Foram 35 anos de grande desenvolvimento do nosso País, mas também de crises e dificuldades várias, a última das quais a atual pandemia, crises e dificuldades essas que soubemos ultrapassar, e ultrapassaremos, graças ao esforço e à capacidade de realização do Povo Português.

12.06.2020
partilhar | imprimir | enviar | voltar

© 2016-2020 Presidência da República Portuguesa