Saltar para o conteúdo (tecla de atalho c)

Presidência da República Portuguesa

Presidência da República Portuguesa

Presidente da República lamenta a morte de Argentina Santos

Apresento as minhas condolências à família da fadista Argentina Santos.

Lisboeta da Mouraria, ainda jovem abriu um restaurante e casa de fados, A Parreirinha de Alfama. Cantou uma noite a pedido, numa desgarrada, e nunca mais deixaram de lhe pedir que cantasse.

Começou a gravar em 1953, e se não deixou muitos discos, teve uns quantos sucessos, de fado castiço sobretudo, e contou com a admiração dos pares, que muitas vezes a convidaram para concertos seus. Carlos do Carmo elogiou-lhe a intensidade e os contrastes: «Em dois, três versos existe um pregão que só é de Lisboa, e depois, em absoluto contraste logo a seguir, existe um recolhimento, uma contenção, que parece uma reza».

A partir da década de 90, Argentina Santos atuou com frequência no estrangeiro, e participou no espetáculo Cabelo Branco é Saudade, de Ricardo Pais, e no filme Fado, de Carlos Saura.

A Ordem do Infante, em 2013, reconheceu a sua força genuína e a sua dedicação ao fado.

English Version

All the contents of this website can be listen by clicking on this symbol:


This tool also allows you to translate all the contents of this website into English and 17 other languages, including the News area, which is only available in Portuguese.

Translations are provided by Google Translate

Este sítio utiliza cookies apenas para melhorar a funcionalidade e a sua experiência de utilização. Ao navegar neste sítio está a consentir a utilização dos mesmos.
Ocorreu um erro durante o envio da mensagem.
Por favor tente mais tarde.