Saltar para o conteúdo (tecla de atalho c)

Presidência da República Portuguesa

Presidência da República Portuguesa

Intervenção do Presidente da República na Cerimónia Ecuménica com Confissões Religiosas e Associações Cívicas

Duas palavras apenas. Breves mas sentidas.

A primeira, para agradecer ao Dr.Abdool Vakil, por se ter disponibilizado para acolher este encontro.

Bem-haja por isso.

A segunda, para sublinhar o apoio e o empenho que o Presidente da República coloca nesta iniciativa.

Portugal deve muita da sua grandeza secular ao seu espírito ecuménico.

Foi grande sempre que soube cultivar esse espírito, dentro e fora das suas fronteiras físicas. Ficou aquém do seu desígnio nacional sempre que sacrificou a riqueza da convergência de culturas, civilizações e, naturalmente, religiões.

Hoje, a Constituição da República Portuguesa consagra a liberdade religiosa, que supõe a liberdade de não crer, mas que, para os crentes, vai para além da mera liberdade de culto, implica o respeito de cada confissão na sua visão do mundo e da vida, expressa no espaço privado como no espaço público.

Este encontro quer significar que o Presidente da República de Portugal, como garante da Constituição que jurou defender, cumprir e fazer cumprir, será sempre garante da liberdade religiosa, em todas as suas virtualidades.

Mas tem, ainda, um outro significado: o de apelo para que o espírito ecuménico hoje aqui testemunhado possa servir de exemplo para todos os domínios da vida nacional. Convidando à aceitação do outro, ao diálogo, ao entendimento, à compreensão recíproca. Sem negar as diferenças de princípios ou de vivências. Mas procurando ver para além delas, com humildade e solidariedade.

Que o vosso exemplo frutifique, na cultura, na educação, no apoio social, na saúde, no mundo laboral e empresarial, na vida local, na política.

Porque nenhuma destas dimensões é alheia aos vossos percursos de Fé.

Que os próximos cinco anos sejam vividos sob o signo da mesma Paz, Justiça e Fraternidade que a vossa presença e as vossas palavras hoje aqui tão eloquentemente evocaram - é o voto que formulo, em nome de todos os portugueses.

English Version

All the contents of this website can be listen by clicking on this symbol:


This tool also allows you to translate all the contents of this website into English and 17 other languages, including the News area, which is only available in Portuguese.

Translations are provided by Google Translate

Este sítio utiliza cookies apenas para melhorar a funcionalidade e a sua experiência de utilização. Ao navegar neste sítio está a consentir a utilização dos mesmos.
Ocorreu um erro durante o envio da mensagem.
Por favor tente mais tarde.